CONHEÇA O HARAS

o Haras Locatelli dipões de criação de equinos das raças Paint Horse, Quarto de Milha e Crioulo, bonivos Brahman de Elite e também Gado de Corte. O Haras possui também pista de laço, amplo espaço para eventos e provas com infraestrutura completa.

Sobre os Equinos comercializados.

Paint Horse

Paint Horse: Derivado do Quarto-de-Milha, de origem norte-americana, o Paint Horse diferencia-se pela pelagem mais exótica, que conta com manchas brancas, de formato e de tamanho diferentes, espalhadas pelo corpo do animal. Resultado do cruzamento do Puro Sangue Inglês com o chamado Mustang Americano, um cavalo nativo e selvagem dos Estados Unidos, no Brasil, a raça já ocupa a primeira colocação no ranking de comercialização. O motivo é um só: reúne a beleza de ser um cavalo de pêlos exóticos com a versatilidade necessária para o trabalho, o lazer ou o esporte.

No Brasil, a raça é uma das campeãs de importação e o número de associados da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Paint (ABC Paint) cresce geometricamente. A projeção que a raça vem tomando nos últimos anos mostra a sua valorização no mercado de eqüinos no país. Os cavalos Paint demonstram uma fácil adaptação às modalidades esportivas desenvolvidas no País.

Quarto de Milha

Quarto de MIlha: A raça Quarto de Milha foi a primeira a ser desenvolvida na América.. Ela surgiu nos Estados Unidos por volta do ano de 1600. Os primeiros animais que a originaram foram trazidos da Arábia e Turquia à América do Norte pelos exploradores e comerciantes espanhóis. Os garanhões escolhidos eram cruzados com éguas que vieram da Inglaterra, em 1611. O cruzamento produziu cavalos compactos, com músculos fortes, podendo correr distâncias curtas mais rapidamente do que nenhuma outra raça.. No Brasil em 1955 a Swift-King Ranch (SKR) importou seis animais dos Estados Unidos para o Brasil, vindos de sua matriz norte-americana, a famosa King Ranch, no Texas, a maior fazenda dos EUA. À medida que vários pecuaristas, banqueiros e homens de negócios tiveram a oportunidade de conhecer os animais Quarto de Milha, começaram a pressionar a SKR para que lhes vendessem alguns exemplares. A companhia atendeu a poucos criadores, vendendo um número reduzido de potros. Em 15 de agosto de 1969, foi fundada a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), no Parque da Água Branca, em São Paulo, onde se encontra atualmente.

Hoje, o plantel brasileiro é composto, segundo dados fornecidos pelo Stud Book da ABQM, atualizados até 18/01/2013, por 395.698 animais registrados, com 74.038 criadores, proprietários e associados cadastrados, espalhados por todos os estados brasileiros.

Crioulo

Crioulo: O cavalo crioulo se originou dos animais de sangue andaluz e berbere introduzidos no continente americano pelo aventureiro espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca nos primeiros anos após o descobrimento, mais adiante se inicia no que hoje é o Rio Grande do Sul, em 1634, criações com os equinos trazidos pelos padres jesuítas Cristóvão de Mendonça e Pedro Romero1 . E que paralelamente as criações, alguns que foram se perdendo da comitiva de Cabeza de Vaca durante as suas campanhas na região passaram a se criar livremente nas planícies do conesul do continente americano, vivendo em estado selvagem por cerca de quatro séculos. Nesse período, as duras condições do clima acabaram criando, através da seleção natural, uma raça extremamente resistente a alta amplitude térmica, quanto à seca e à falta de alimento. Normalmente são criados livres, em grandes pastos, e quando chegam à idade adulta são laçados e domados.

Brahman de elite

Brahman de elite: A raça Brahman, gado zebuíno que chegou há menos de duas décadas aos pastos brasileiros, nos últimos anos, vem aumentando sua participação no plantel de diversas fazendas de pecuária. Seja de genética para gado de elite ou extensiva para corte, o Brahman conquista novos adeptos à raça devido a um pacote de vantagens e benefícios que faz esse tipo de bovino se sobressair em relação a outros.

A raça oferece precocidade para o abate, docilidade, maior ganho de peso nas mesmas condições de trato e manejo dado a outras raças, maior habilidade materna e alta aptidão leiteira, o que facilita a engorda do bezerro durante os oito meses de aleitamento, segundo o presidente da World Brahman Federation, o pecuarista José Amauri Dimarzio (também presidente da Associação dos Criadores de Brahman do Brasil ACBB).